3 dicas para ser um bom síndico e conquistar os condôminos

3 dicas para ser um bom síndico e conquistar os condôminos

Ser um bom síndico requer planejamento, disposição e traquejo. É preciso passar credibilidade e segurança aos moradores, além de garantir uma relação de proximidade com eles e exercer o papel de mediador. Isso porque, na prática, as atribuições dessa figura tão importante no condomínio vão além de funções burocráticas.

O síndico é a pessoa a ser acionada em qualquer eventualidade que impacte a vida dos condôminos no prédio. Seja uma desavença ou mal-estar com um vizinho, seja um problema de infraestrutura ou a queda de energia, é ele quem detém o poder de resolver e mediar os conflitos e problemas, propondo melhorias e soluções.

Entretanto, para desempenhar bem as funções, é preciso que ele seja respeitado e mesmo benquisto entre a vizinhança. Diante disso, trazemos três dicas para ajudar o síndico a conquistar os condôminos. Confira agora!

1. Demonstre interesse pelos problemas dos moradores

Como afirmamos, não é apenas para atuar em funções administrativas que existe a função de síndico. Ele precisa resolver os problemas dos moradores que estejam ao seu alcance e, para isso, é importante demonstrar interesse por esses problemas. Prever dificuldades e antecipar soluções, explicitando que uma das preocupações do síndico é a satisfação dos moradores, é essencial.

Para isso, converse. Ao encontrar um morador no elevador ou hall do prédio, pergunte como estão as coisas, o que ele está achando do condomínio, se tem sugestões a fazer. Estabelecer esse canal direto é excelente e cria laços.

2. Faça uma gestão transparente

Uma das principais reclamações dos condôminos é quanto à desconfiança com relação à gestão financeira. Para evitar esse tipo de problema e ser um bom síndico, é necessário fazer uma gestão transparente. Para isso, é primordial ser organizado, manter notas fiscais e orçamentos sempre à mão e em local seguro, e prestar contas periodicamente.

Os moradores têm o direito de entender e consultar as contas quando necessário, mas quando o síndico se adianta e presta contas sem ser questionado, fazendo uma gestão transparente, a relação de confiança se estabelece.

3. Invista na boa comunicação

Por fim, é necessário investir em boa comunicação. Além de manter o diálogo aberto, é preciso saber comunicar. Deixar avisos claros e objetivos, que não abram espaço para dúvidas ou diferentes interpretações, é determinante para a garantia da ordem.

Além disso, ser sempre cordial e respeitoso também é um requisito para assegurar que todos os moradores consigam seguir os direcionamentos necessários para a convivência saudável.

Nesse cenário, a comunicação eficiente se faz necessária não apenas para o estabelecimento de um canal seguro de conversa entre síndico e moradores, mas também para o repasse de mensagens eficazes.

Conforme mostramos ao longo do texto, ser um bom síndico e garantir o sucesso da administração depende de comprometimento, paciência, transparência, comunicação efetiva e demonstração de interesse pelos problemas dos moradores, ou seja, empatia. Seguindo todas estas dicas, e ainda contando com o apoio de uma terceirizada para lidar com questões burocráticas e auxiliar nos pormenores do dia a dia, você tem tudo para levar a sua gestão com tranquilidade.

Agora, que você já conhece algumas dicas para conquistar os condôminos, que tal ler outro post e tirar suas dúvidas sobre o cargo de síndico?

Sem comentários

Cancelar